UM POVO EM BUSCA DO EQUILÍBRIO Naira Hofmeister

“O que a cultura indiana fez comigo foi me livrar da ignorância: me trouxe fé, conhecimento, arte e prosperidade”.
Ekanatha Dasa, fundador do Mantra Gastronomia e Arte

Os indianos evocam a harmonia em tudo o que fazem. Acreditam que é possível comunicar-se através de trocas de energia com os deuses e é por isso que a Índia foi o nascedouro de dezenas de filosofias religiosas. Algumas das mais conhecidas no ocidente são o budismo, o yoga e o tantrismo.

Todos os preceitos espirituais estão contidos nos Vedas, quatro livros que datam de 1500 a.C e que trazem as lições dos antepassados ainda mais distantes dos indianos. Veda, em sânscrito significa conhecimento.

No Mantra Gastronomia e Arte quem comanda a cozinha é Krishna. Toda a comida preparada é uma oferenda ao “senhor dos senhores”, ou seja não é meramente uma refeição, mas uma “prasada” composta de alimentos sagrados.

Como orienta o padrão védico, não é permitido desejar ou provar a comida que será servida. O diferencial, portanto, é a devoção de quem prepara os alimentos. “Nossa culinária é puramente intuitiva”, revela Ekanata Dasa.

Orações, mantras, ritos de purificação e cuidado com a circulação da energia são tão importantes quanto a orientação de servir apenas alimentos frescos, comprados diariamente e preparados na hora, que conservam sua intensa ligação com a natureza.

As vacas sagradas também são uma tradição cultural na Índia e algumas das filosofias religiosas admitem inclusive reencarnações de humanos nessa forma. Mas como Gandhi pregava, a melhor maneira de avaliar a conduta do homem é perceber de que maneira trata os animais. É por isso que no Mantra Gastronomia e Arte seguimos o conceito vegano, que é uma evolução do vegetarianismo. Não há nada nas refeições de origem animal.

Quando, à noite, alguém encomenda uma sobremesa láctea, ou um prato com queijo, os produtos são provenientes da técnica da Vaca Feliz, que trata os animas de maneira adequada para que produzam o que lhes for conveniente.

A crença indiana no equilíbrio energético também está presente na medicina através da milenar tradição Ayurveda, a ciência da saúde mais antiga da humanidade, com mais de 5 mil anos de existência.

Seguindo os preceitos dessa terapia, os pratos servidos no Mantra Gastronomia e Arte são Tridosha: possuem uma combinação equilibrada de todos os sabores culinários - amargo, azedo, picante, adstringente, doce e salgado.

Sua combinação garante uma alimentação energeticamente equilibrada sem sobrecarregar ou privar o organismo dos nutrientes necessários ao seu desenvolvimento. Além disso, por sua natureza diversificada, a combinação dos sabores servidos no Mantra Gastronomia e Arte desenvolve o paladar de quem os prova.


Veganismo é uma opção de vida de pessoas que, por razões éticas (relacionadas ao respeito aos direitos animais), prescindem do uso de qualquer produto de origem animal na sua vida cotidiana.
Em síntese, pessoas que não consomem nenhum alimento de origem animal (carne de nenhum tipo, nem ovo, nem gelatina, não bebem leite, não vestem couro) e nem usam produtos testados em animais. Também são contra a vivissecção e qualquer utilização dos animais pelos homens.

O veganismo é uma forma de ativismo pelos direitos animais, isto é, o direito dos animais de não serem propriedade.

Veganismo é a aplicação na vida cotidiana do princípio abolicionista, segundo o qual os animais precisam ser libertados do jugo humano que faz deles objetos e não sujeitos de direitos. Os veganos respeitam os animais e vivem muito bem com seus hábitos e suas consciências.

Fonte: GAE-POA

 


O Grupo pela Abolição do Especismo de Porto Alegre (GAE–POA) reúne interessados em pesquisar e divulgar alternativas às práticas de exploração animal; incentivar alimentação e consumo que respeite os animais, não agrida a natureza e a saúde; conscientizar sobre a responsabilidade para com todos os seres sencientes. É formado por pessoas das mais diversas idades, ocupações e profissões, vindos de diferentes pontos da cidade e mesmo do interior do Estado.

Todo o trabalho é voluntário, e as pessoas estão unidas pela vontade de conhecer os fundamentos filosóficos dos direitos animais e do veganismo e de atuar em prol da abolição da escravidão animal. Diferente de muitos outros agrupamentos em que se defendem interesses próprios, o GAE não tem outras recompensas na sua luta que não a prática de justiça em relação a estas vítimas do especismo humano.

Acesse o site: http://gaepoa.org/site/

Mantra Gastronomia e Arte
Rua Santo Antônio, 372 | Bairro Independência | Porto Alegre - RS | CEP 90220-010 | Fone: [51] 3264.0841
Clique AQUI e veja como chegar.